SEMENTES, NATUREZA E HUMANIDADE


A Natureza não pode ser patenteada, ela é pré-existente ao aparecimento do homem e, de certa forma, é ela que detém a patente da Humanidade….  

Patentear sementes, impedir que as cultivemos, vendamos ou dêmos, é um atentado à Natureza e às necessidades e direitos mais básicos da Humanidade.
Esta atitude megalómana é, para além de incompreensível, um perigo para a Humanidade.
Quem controla o que comemos e semeamos, controla, de forma absoluta, a nossa sobrevivência, a nossa vida e a nossa morte.


Não fique indiferente, não vire a cara para o lado. 

As sementes são Vida e a Vida, se tiver alguma patente, para quem nele acredita, é a de Deus…

FOTO DE SÃO BRÁS EM TRANSIÇÃO

"A Campanha pelas Sementes Livres é uma iniciativa europeia com núcleos na maioria dos Estados-Membros da União Europeia. Em Portugal a campanha é dinamizada pelo Campo Aberto, GAIA, Movimento Pró-Informação para Cidadania e Ambiente, Plataforma Transgénicos Fora e Quercus, para além de contar já com várias dezenas de subscritores." Ler mais em Gaia



"A obrigação de registar toda e qualquer planta de cultivo que possa trocar de mãos, mesmo que sejam cedidas a título gratuito, está a deixar organizações de ambiente e agricultura, tanto nacionais como europeias, em pé de guerra contra Bruxelas. A proposta de regulamento, que será discutida a 6 de Maio pelos comissários europeus, é vista como uma ameaça à agro-biodiversidade, aos pequenos agricultores e à auto-suficiência local." Ler mais em Público




Assinem a Petição "Declarar as Sementes Tradicionais Património da Humanidade"

ou

Enviem um Email "GAIA.ORG"

 Artigos relacionados com este Tema

TERMINAR TERMINATOR

BAN TERMINATOR

Comentários

Mensagens populares deste blogue

CADERNO DE DUAS LINHAS

O SOBREIRO

LÍDERES E LIDERADOS